O que é ecologia?

Ecologia é a parte da Biologia que se preocupa com o estudo das relações estabelecidas entre os seres vivos e destes com o meio ambiente em que vivem. É um termo derivado do grego que foi formado a partir das junções das palavras “oikos” e “logos”, que significam, respectivamente, casa e estudo. Assim sendo, o termo Ecologia faz uma referência ao estudo da “casa” de cada organismo do planeta.

→ Quando o termo Ecologia surgiu?

O termo Ecologia foi utilizado pela primeira vez em 1866 por um zoólogo alemão chamado Ernst Haeckel, em um trabalho denominado de “Generelle Morphologie der Organismen”. Nessa obra, o autor definiu Ecologia como “o estudo científico das interações entre os organismos e seu ambiente”.

→ Quais são as divisões da Ecologia?

A Ecologia, de uma maneira geral, pode ser subdividida em dois tipos principais: a autoecologia e a sinecologia. Na autoecologia, o estudo é voltado para um organismo ou espécie, analisando-se seu comportamento e suas características biológicas. A sinecologia, no entanto, trata do estudo de grandes grupos de organismos e suas associações com outros. Assim sendo, ao estudar uma planta em uma dada região, estamos fazendo um estudo autoecológico; em contrapartida, quando estudamos todos os organismos que vivem nessa região e suas interações, estamos fazendo um trabalho sinecológico.

→ Quais são os níveis de organização estudados em Ecologia?

O estudo da Ecologia baseia-se em quatro níveis principais de organização:

  • População: Conjunto de organismos de uma mesma espécie que vivem juntos em uma mesma área e possuem chances maiores de se reproduzir entre si do que com outros indivíduos da mesma espécie de outra região.
  • Comunidades: Conjunto de populações que vivem em uma determinada área.
  • Ecossistemas: Conjunto de comunidades de uma determinada área em associação com os fatores abióticos.
  • Biosfera: Nível mais amplo da Ecologia e corresponde a todos os seres vivos do planeta.

→ Qual é a importância de estudar Ecologia?

A Ecologia preocupa-se com os seres vivos do planeta e suas relações entre si e com o meio. Assim sendo, a Ecologia faz um estudo não só da parte biológica, mas também de fatores químicos e físicos. É uma ciência complexa e ampla que nos permite entender perfeitamente o funcionamento do planeta.

Ao compreender como os organismos vivem e como se relacionam, é possível criar medidas de preservação de espécies e prever os impactos negativos que uma determinada ação humana pode gerar. A Ecologia faz-se necessária, portanto, para criação de planos de preservação de organismos vivoscriação de modelos de previsão sobre o futuro do planetacompreensão de como uma obra pode afetar determinados organismos, entre vários outros pontos importantes para a preservação da biodiversidade e de nossos recursos naturais.

Ao estudar Ecologia, preocupamo-nos com a análise das interações das espécies entre si e destas com o meio. Para realizar essa análise, no entanto, é fundamental conhecer alguns conceitos básicos. Entre esses conceitos, destacam-se as noções de população e comunidade.

Uma população pode ser definida como um grupo de organismos pertencentes à mesma espécie e que vivem em uma mesma área geográfica. Complementando esse conceito, podemos dizer que esses organismos possuem maior chance de reproduzirem-se entre si do que com outros grupos de indivíduos de outra região.

O tamanho de uma população é limitado pelo meio em que ela vive, uma vez que o aumento exagerado, por exemplo, pode causar desequilíbrios ecológicos e afetar também os indivíduos com os quais essa população interage. Podemos concluir, portanto, que existe um tamanho ideal para cada população que se mantém mais ou menos constante ao longo do tempo.

Ao estudar uma população, os ecólogos preocupam-se em analisar todos os fatores que influenciam esse grupo de organismos, como o número de nascimentos e mortes. Além disso, é fundamental analisar os movimentos migratórios, a quantidade de alimento disponível, o número de predadores, entre outras variantes que afetam diretamente o tamanho de uma população.

O maior e mais importante estudo, porém é como o próprio homem influencia o seu meio ambiente. Quanto à ação do homem sobre a natureza biologicamente falando a espécie humana tem sido a espécie predadora de todos os ecossistemas da terra.

Pensamos, porém, que esta situação pode mudar, pois a mudança de atitude do homem em elação à natureza é a única maneira de assegurar a sua própria sobrevivência neste planeta. Por isso, cada ação, cada ideia de sucesso, cada árvore mantida de pé e cada gota d’água que escapa da poluição são importantes para manter a integridade da vida como um todo.

Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/